Direção Defensiva

Que procedimentos devem ser adotados pelo motorista do veículo que necessita efetuar parada de emergência por defeito mecânico, quando transitando à noite por rodovias regularmente sinalizadas?
Estacionar no acostamento, acionar as luzes de advertência, fixar o triângulo de segurança atrás do veículo, e aguardar fora dele a chegada de socorro ou assistência mecânica.

O motorista pode acionar a buzina:
Como advertência ao pedestre ou a condutores de outros veículos com simples toque breve.

A chuva diminui a visibilidade, devendo o condutor:
Trafegar com velocidade reduzida e usar farol baixo.

O trânsito tem como componentes básicos:
Homem, veículo e via.

O motorista defensivo, para dobrar à esquerda, em via de trânsito, deve posicionar o veículo:
À esquerda da via com as rodas dianteiras direcionadas para a frente e a sinaleira ligada indicando sua intenção.

O velocímetro é importante para o motorista porque:
Indica a velocidade desenvolvida pelo veículo.

Dizemos que num acidente houve imperícia quando:
O acidente aconteceu porque o condutor não teve habilidade e perícia suficientes para evitá-lo.

Quando um acidente aconteceu porque o condutor, confiando demais na sua habilidade, circulou com excesso de velocidade e avançou o sinal de trânsito, dizemos que foi ocasionado por:
Imprudência.

A fadiga é uma das causas de acidentes no trânsito. Dentre outros fatores, podemos dizer que a fadiga decorre:
Da excessiva atividade física ou mental, da tensão nervosa e privação do sono.

No caso de embriaguez o que acontece ao estado do motorista?
Fica incapaz de julgar correta e rapidamente a velocidade, o tempo e a distância necessária a segurança.

Olhar a paisagem, sintonizar o rádio, acender um cigarro ou usar aparelho celular, tirando a atenção do trânsito, são coisas que:
Põem em risco a segurança do trânsito.

Dirigindo sob condições de chuva, neblina, fumaça ou obras na pista, o motorista deve:
Diminuir a velocidade, redobrar a atenção, se necessário parar.

O condutor utilizará o pisca-alerta nas seguintes situações:
Em imobilizações ou situações de emergência ou quando a regulamentação da via assim o determinar.

Considera-se trânsito:
A utilização das vias por pessoas, veículos e animais, isolados ou em grupos conduzidos ou não, para os fins de circulação, parada, estacionamento e operação de carga ou descarga.

O homem no trânsito deve ser:
Cuidadoso e atento.

Visando evitar acidentes, o motorista deve estar sempre atento para:
Ver tudo o que se passa no trânsito, decidir o que fazer e agir corretamente.

Direção defensiva significa que o motorista deve:
Dirigir de modo a reduzir as chances de ser envolvido em acidentes de trânsito.

Desobediência à sinalização é considerada:
Imprudência.

Qual alternativa abaixo indica imprudência do condutor de veículo?
Dirigir com sono ou sob o efeito de drogas.

Quando, por motivo de força maior, um veículo não puder ser removido da pista de rolamento ou acostamento, o condutor deverá colocar a sinalização (triângulo):
A uma distância adequada e de uma forma que os demais condutores sejam prevenidos do fato.

O homem é o maior responsável pelos acidentes de trânsito. Esta situação tem como causa principal:
O comportamento do motorista.

Na direção de um veículo em movimento o motorista precisa ver tudo o que acontece:
A sua frente, nos lados direito e esquerdo e atrás do seu veículo.

Dirigir de maneira defensiva é:
Dirigir de modo a evitar acidentes, mesmo com os atos errados dos outros motoristas e das condições adversas.

Os fatores existentes que, juntos ou isolados, podem causar acidentes:
Condições climáticas, fadiga, sono, estrada, veículo.

De acordo com as regras de direção defensiva:
O uso do farol alto em sentido contrário é responsável por grande número de acidentes.

Em situações de engarrafamento no trânsito, é prudente o motorista:
Manter-se calmo e atento.

Para evitar a colisão com o veículo que vai à frente, o motorista deve:
Manter distância de segurança.

O motorista defensivo é aquele que dirige:
De modo a evitar acidentes, apesar das ações incorretas dos outros motoristas e das condições adversas.

A falta de atenção do motorista, pode lhe causar grandes problemas. Estar atento significa:
Olhar e analisar o trânsito observando os perigos que podem surgir a sua volta.

Para dirigir defensivamente o motorista deve:
Estar sempre atento e consciente do risco de um possível acidente.

Para prevenir acidentes é preciso conhecer e aplicar os seguintes elementos:
Considerar os riscos, conhecer a defesa e agir prontamente.

A fadiga provoca no motorista:
Menor rapidez nas suas reações.

A única forma de eliminar o álcool do organismo é:
O tempo, pois a eliminação se dá de maneira lenta, levando de 6 à 8 horas.

Distância de frenagem é:
A distância que o veículo percorre depois que o motorista pisa no freio até a parada total.

Distância de parada é:
A distância que o veículo percorre desde o momento que o motorista percebe o perigo até à parada total.

O motorista deve estar sempre em bom estado físico e mental. O uso de bebida alcoólica provoca além de outras alterações:
Diminuição da consciência do perigo.

Entre outros efeitos, o álcool provoca no motorista:
Diminuição da capacidade de tomar decisões rápidas e acertadas para evitar acidentes.

Uma das funções da educação para o trânsito é:
Orientar pedestres e motorista sobre o comportamento correto no trânsito.

O extintor de incêndio é um equipamento:
Obrigatório e sua falta é considerada infração de acordo com a Legislação de Trânsito.